“Existe campo para ele, sim. Mas, infelizmente, os ministérios estão se esgotando”, declarou o presidente eleito

senador Magno Malta (PR) confirmou à imprensa que seria ministro no governo do presidente eleito, Jair Bolsonaro (PSL). Porém, Bolsonaro, disse sim que Malta não ficará “abandonado”, mas que não deve assumir um ministério.

O Magno Malta é uma pessoa que me ajudou muito, que eu respeito. Não vai ficar abandonado, ele tem como participar do governo em outra função“, disse Bolsonaro a jornalistas em Cachoeira Paulista (SP), onde visitou o Santuário da Canção Nova.

A função para Magno Malta, no entanto, não está definida. “Existe campo para ele, sim. Mas, infelizmente, os ministérios estão se esgotando”, declarou o presidente eleito.

Magno Malta confirma: “Serei ministro sim”; General Mourão critica nomeação

Em entrevistas que deu no Vale do Paraíba nesta sexta-feira, Bolsonaro afirmou que faltam dois ministérios para oficializar os titulares, fazendo referência às Pastas do Meio Ambiente e dos Direitos Humanos.

Malafaia critica Bolsonaro por deixar Magno Malta fora do ministério

Questionado sobre a quantidade de ministérios no governo, Bolsonaro afirmou que ficará “na casa dos 20” e próximo à metade do quadro atual. Na campanha, ele havia falado em reduzir para 15 Pastas.

VEJA TAMBÉM
Em NY, Haddad diz que Brasil pode crescer com governo de Bolsonaro

O presidente eleito afirmou também que poderá escolher mais militares para o governo e que as indicações ocorrem com base no currículo dos indicados.

Com informações Correio