Da Redação JM

Sara Winter se emociona com a indicação de sua “mãe” para a o Ministério de Direitos Humanos. Foto: Reprodução

A ex-feminista e ativista conservadora Sara Winter divulgou um vídeo emocionada após ser anunciado o nome de Damares Alves para ser a ministra de Direitos Humanos.

Winter chora no vídeo e testemunha o quão importante foi a nomeação de Damares, pois ela é uma mulher espetacular e com uma vocação para ajudar o próximo.

Assista:

Sara Winter, a ex-integrante do Femen – movimento que defende um ponto de vista extremista do feminismo – agora convertida ao Evangelho, tem feito um trabalho totalmente oposto aos ideais que defendia no passado.

Aos 23 anos, a ex-líder brasileira do grupo ucraniano Femen mudou de postura e de opinião: “O feminismo é o movimento mais intolerante que já conheci”, afirmou.

Sara Winter ‘luta’ e convence jovem a não abortar: “valeu a pena”

Winter agora é uma forte e influente defensora da causa pró-vida e tem feito de tudo para conscientizar cada vez mais mulheres a não optarem pelo aborto.