Da Redação

Elas copiaram muitas passagens à mão e distribuíram entre os cristãos secretos da região

O Dia da Bíblia foi celebrado ontem, 09 de dezembro, e foi um momento de podemos refletir um pouco sobre o valor que damos à palavra de Deus. Muitos de nossos irmãos da Igreja Perseguida não têm acesso a ela e podem ser presos e até mortos se forem pegos com uma. Eles a valorizam como um bem inestimável. É o que mostra a seguinte história de cristãos perseguidos da Coreia do Norte.

Um cristão viajou para a casa de uma outra família cristã. Ele levou uma pequena mala e, por acidente, levou também sua Bíblia. Viajar dentro do país com a palavra de Deus na mala é extremamente arriscado e pode ser punido com a morte. Quando abriu a mala e encontrou a Bíblia, ficou completamente chocado.

Levar a Bíblia no caminho de volta para casa seria correr o mesmo risco pela segunda vez. Então pensou: “Também posso deixá-la”. Conversando com a família, decidiu dar a Bíblia para eles, já que não tinham uma e ele poderia obter outra cópia para si.

VEJA TAMBÉM
Trump declara ter um "botão nuclear" maior que o do líder norte-coreano

Coreia do Norte diz que está pronta para guerra com armas nucleares contra EUA

Um ano depois, ele enviou duas parentes para visitar a família e ver como estavam e se tiveram coragem de ficar com a Bíblia. As mulheres encontraram a Bíblia em muito bom estado. Elas, então, não perderam tempo e copiaram muitas passagens à mão, depois as distribuíram entre os cristãos secretos da região.

Que sejamos encorajados a ter esse mesmo zelo pela palavra. Neste dia, aproveite para orar pelos nossos irmãos perseguidos, para que continuem valorizando a Bíblia e tenham cada vez mais acesso a ela.

Com informações Portas Abertas