Da redação JM

Tiros deixam feridos em catedral no centro de Campinas, em SP

Um atirador abriu fogo em uma igreja em Campinas, a 100 km de São Paulo, e deixou 4 (a polícia informou inicialmente que eram 5, mas a informação foi corrigida) pessoas mortas e quatro feridos, nesta terça-feira (11). Os disparos ocorreram, segundo o 8º Batalhão da Polícia Militar, dentro da Catedral Metropolitana, na região central do município.

De acordo com a Central de Operações da Polícia Militar (COPOM), são nove feridos, dos quais cinco não resistiram e morreram, entre eles, o autor dos disparos.

Entre os mortos, estão quatro homens e uma mulher. O autor teria usado uma pistola automática e um revólver durante a ação.

Segundo informações de testemunhas, o atirador estava sentado dentro da catedral em silêncio quando, de repente, levantou e atirou contra os fiéis.

Atirador invade igreja batista e deixa mais de 20 mortos nos Estados Unidos

De acordo com uma funcionária da catedral, Terezinha Pereira dos Reis, os tiros ocorreram após o fim de uma missa. “Estava saindo apara almoçar e escutei muitos tiros”, disse. “O pessoal estava cantando e algumas pessoas ainda estavam dentro da catedral”, afirma.

VEJA TAMBÉM
'Pastor, eu vou te matar' disse atirador antes de baleá-lo durante culto, revela testemunha

A funcionária disse que o atirador entrou pela porta principal da catedral. “Havia pelo menos cinco pessoas e seis funcionários da Igreja quando ele entrou”, afirma. “Tem uma senhora de, aparentemente, 60 anos, caída morta em frente à sacristia.”

Já um funcionário da Guarda Municipal de Campinas afirmou que pessoas idosas foram atingidas na cabeça e no pescoço. Os corpos ainda estão no local. A polícia e a GCM estão trabalhando para restringir o acesso de pessoas a catedral. Até o momento, o atirador não está identificado.

Com informações R7