Reforma administrativa foi apresentada pela prefeitura e prevê aumentos de até 80% e a criação de quase 120 nova vagas. Nas ruas, população criticou a medida.

Um projeto da Prefeitura de Gurupi que tramita na Câmara de Vereadores da cidade está causando polêmica nas ruas. Os parlamentares recebem um pedido de reforma administrativa que prevê a criação de 119 novos cargos comissionados e aumentos de até 80% para alguns servidores. O texto ainda não tem data para ser votada.

Esta é a segunda vez que o governo da cidade apresenta o projeto. A primeira foi em setembro, mas o presidente da comissão de orçamento devolveu o texto apontando alguns erros. As alterações solicitadas foram feitas e agora a reforma está novamente nas mãos do legislativo.

O impacto previsto na folha de pagamento é de R$ 19,6 milhões em dois anos. O cargo com o maior aumento é o de assessor especial superior de nível, que atualmente tem a remuneração de R$ 3,5 mil e pelo novo texto passaria a receber R$ 6,4 mil.

A oposição já se declarou contrária à medida. A liderança do governo na câmara e a prefeitura não quiseram comentar o assunto. Nas ruas, o projeto repercutiu mal.

VEJA TAMBÉM
Prefeitura de Gurupi convoca 100% dos aprovados nos concursos do município

“A população em sí é quem mais é prejudicada, porque eles aumentam o salário deles. Um aumenta o do outro. Eles já recebem muito e fazem pouco”, reclama o representante comercial Marcos Aurélio de Sousa.

“Eles têm que pensar um pouco antes de aprovar essa emenda aí. É muito complicado, ainda mais na situação que está o nosso país, né?”, completa outra moradora.

Com informações G1