Integrantes da esquerda zombaram da futura Ministra. Foto: Reprodução

A futura ministra de Mulher, Família e Direitos Humanos, Damares Alves, afirma que foi abusada sexualmente quando tinha seis anos.

A pastora disse que uma visão de Jesus Cristo em um pé de goiaba evitou que ela cometesse suicídio aos dez anos.

O testemunho de fé da futura ministra do governo Jair Bolsonaro foi alvo de zombarias por parte de celebridades, políticos e jornalistas da grande mídia.

Em entrevista nesta quinta-feira (13), a também advogada Damares Alves contou que o vídeo que viralizou nas redes sociais traz apenas uma parte do relato original, omitindo a parte em que ela explica o abuso sexual sofrido enquanto criança.

Apesar da intensa repercussão, a futura ministra de Mulher, Família e Direitos Humanos não parece se deixar afetar pelos comentários maldosos dos últimos dias.

+ Ex-feminista chora após sua “mãe” Damares Alves ser anunciada Ministra

Segundo “O Antagonista“, Damares declarou: “O momento mais doloroso da minha vida, a imprensa está zombando. Mas que zombe, que fale, a fé me salvou naquele pé de goiaba.

VEJA TAMBÉM
Dra. Damares da Frente Parlamentar Evangélica fará palestra em Palmas no dia 14

Ainda nesta quinta, Jair Bolsonaro saiu em defesa da componente do seu time de ministros.

Em mensagem no Twitter, o presidente eleito disse que é “surreal e extremamente vergonhoso ver setores da grande mídia debocharem do relato da futura Ministra”.

URGENTE: Saiba porque Damares Alves foi escolhida para ser Ministra

É surreal e extremamente vergonhoso ver setores da grande mídia debocharem do relato da futura Ministra Damares Alves sobre a fé em Jesus Cristo, que a livrou de um suicídio desejado por conta de abusos sofridos na infância. Lamentável!”, disse.

Confira o vídeo abaixo em defesa de Damares: