Na ocasião, foi realizada a formatura de quarenta e cinco novos missionários do Curso de Missões Transculturais Pakau Oro Mon. Foto: Gileade Oliveira

Com a presença do diretor da SENAMI, pastor Saulo Gregório (RJ), e do pastor Jair Filisbino (SP) como pregadores oficiais, aconteceu, nos dias 7 e 8 de dezembro de 2018, em Maracanã (PA), o 4º Congresso de Missões do Projeto Campos Brancos, que tem como tema: “Missões: tarefa inacabada, ordem inalterada!” (Atos 13:47). O evento contou com a presença de todos os missionários treinados e enviados pelo Projeto, que trabalham com os segmentos menos alcançados das regiões Norte e Nordeste.

Na ocasião, também aconteceu a formatura de 45 novos missionários que, depois de um ano de estudos, treinamentos e estágios no Curso de Missões Transculturais Pakau Oro Mon, coordenado pela missionária Roberta Meira, formaram-se em uma linda cerimônia, marcada pela presença de Deus.

Prestigiaram o evento o pastor presidente da AD Maracanã, Olivar das Neves, e muitos outros pastores locais, além de caravanas de vários estados brasileiros. O pastor Janary Nauar, da AD em Santa Maria, representou o pastor Gilberto Marques de Sousa, presidente da COMIEADEPA, como paraninfo da turma.

VEJA TAMBÉM
CGADB ajuda projetos missionários da África e Ásia

A fundadora e presidente do Projeto Campos Brancos, missionária Kelem Gaspar, e toda a sua equipe, receberam os congressistas com alegria para esses dois dias de trabalhos com temática exclusivamente voltada para a obra missionária do Brasil.

O Curso de Missões Pakau Oro Mon recebe anualmente jovens voluntárias de todo Brasil, que recebem treinamento prático e missiológico por um período de onze meses enquanto estudam. A rotina é pesada; eles executam as atividades da escala pela manhã (limpeza, cozinha, alimento das crianças, etc.) e à tarde ensinam na creche escola do Projeto. No sábado, eles têm aula de missões durante todo o dia e três vezes por semana apoiam os trabalhos realizados nos ramais e nas ilhas. Nessas difíceis localidades, eles visitam, ensinam, dirigem as reuniões e dão todo o suporte e ajuda possível para as famílias. No local també são ministrados cursos e seminários durante o período letivo.

O Projeto Campos Brancos mantém doze bases missionárias espalhadas nas regiões Norte e Nordeste do Brasil, onde o Evangelho não está disponível ou suficientemente disponível.  As missionárias trabalham com alfabetização e reforço escolar, além da evangelização, do discipulado e da alimentação. Todos esses missionários, treinados e enviados pelo projeto, estiveram presentes neste grande evento para celebrar as vitórias alcançadas em seus campos de trabalho.

VEJA TAMBÉM
CGADB divulga data do 3º Congresso Internacional de Missões das ADs no Brasil

Com informações SENAMI