Na ocasião, foi realizada a formatura de quarenta e cinco novos missionários do Curso de Missões Transculturais Pakau Oro Mon. Foto: Gileade Oliveira

Com a presença do diretor da SENAMI, pastor Saulo Gregório (RJ), e do pastor Jair Filisbino (SP) como pregadores oficiais, aconteceu, nos dias 7 e 8 de dezembro de 2018, em Maracanã (PA), o 4º Congresso de Missões do Projeto Campos Brancos, que tem como tema: “Missões: tarefa inacabada, ordem inalterada!” (Atos 13:47). O evento contou com a presença de todos os missionários treinados e enviados pelo Projeto, que trabalham com os segmentos menos alcançados das regiões Norte e Nordeste.

Na ocasião, também aconteceu a formatura de 45 novos missionários que, depois de um ano de estudos, treinamentos e estágios no Curso de Missões Transculturais Pakau Oro Mon, coordenado pela missionária Roberta Meira, formaram-se em uma linda cerimônia, marcada pela presença de Deus.

Prestigiaram o evento o pastor presidente da AD Maracanã, Olivar das Neves, e muitos outros pastores locais, além de caravanas de vários estados brasileiros. O pastor Janary Nauar, da AD em Santa Maria, representou o pastor Gilberto Marques de Sousa, presidente da COMIEADEPA, como paraninfo da turma.

VEJA TAMBÉM
Senami participa da 31 ª AGO da COMADESMA

A fundadora e presidente do Projeto Campos Brancos, missionária Kelem Gaspar, e toda a sua equipe, receberam os congressistas com alegria para esses dois dias de trabalhos com temática exclusivamente voltada para a obra missionária do Brasil.

O Curso de Missões Pakau Oro Mon recebe anualmente jovens voluntárias de todo Brasil, que recebem treinamento prático e missiológico por um período de onze meses enquanto estudam. A rotina é pesada; eles executam as atividades da escala pela manhã (limpeza, cozinha, alimento das crianças, etc.) e à tarde ensinam na creche escola do Projeto. No sábado, eles têm aula de missões durante todo o dia e três vezes por semana apoiam os trabalhos realizados nos ramais e nas ilhas. Nessas difíceis localidades, eles visitam, ensinam, dirigem as reuniões e dão todo o suporte e ajuda possível para as famílias. No local també são ministrados cursos e seminários durante o período letivo.

O Projeto Campos Brancos mantém doze bases missionárias espalhadas nas regiões Norte e Nordeste do Brasil, onde o Evangelho não está disponível ou suficientemente disponível.  As missionárias trabalham com alfabetização e reforço escolar, além da evangelização, do discipulado e da alimentação. Todos esses missionários, treinados e enviados pelo projeto, estiveram presentes neste grande evento para celebrar as vitórias alcançadas em seus campos de trabalho.

VEJA TAMBÉM
CGADB vai financiar trabalhos missionários; confira

Com informações SENAMI

COMPARTILHAR