Da Redação

Quem passar pelo aeroporto de Palmas nos próximos dias deve perceber uma movimentação mais intensa que o normal para o terminal. A Empresa Brasileira de Infraestrutura Aeroportuário (Infraero), que administra o terminal, está prevendo uma alta de 4% em relação ao registrado no período de festas de fim de ano de 2017.

A previsão é que entre esta segunda-feira (17) e o dia 6 de janeiro cerca de 40 mil passageiros embarquem e desembarquem no terminal. O Aeroporto Brigadeiro Lysias Rodrigues também deve receber 619 pousos e decolagens no período, 22 a mais que no ano passado.

Para garantir que os usuários não enfrentem transtornos ou atrasos, foram feitas manutenções preventivas em esteiras de despacho e restituição de bagagens, sinalização de pista, pontes de embarque, raios-x e detectores de metal. Funcionários também vão reforçar as equipes de segurança e limpeza.

Em todo o Brasil, no mesmo período, devem viajar mais de 5 milhões de pessoas em 42 mil voos. Os aeroportos de maior porte, como Congonhas, Santos Dumont, Curitiba, Recife e Manaus, vão ter equipes de monitoramento especiais. O motivo é que problemas em qualquer um desses terminais pode gerar impacto em toda a malha, inclusive nos aeroportos menores, como o de Palmas.

Transporte rodoviário

Na rodoviária da capital a procura também cresceu e várias companhias já trabalham com ônibus extras. Maranhão, Goiás e Pará são os destinos mais populares. A demanda fez o preço das passagens aumentar, com trechos que custavam R$ 205 saindo por R$ 300.

Nas estradas a fiscalização também será reforçada pela Polícia Militar e pela Polícia Rodoviária Estadual. O patrulhamento extra deve continuar até os primeiros dias de 2019.

Com informações G1