Da Redação JM

Damares Alves, futura ministra dos Direitos Humanos no governo de Jair Bolsonaro, se posicionou a favor da educação sexual após contar ao UOL sobre os abusos que sofreu.

A futura ministra disse:

“Sim. Sou a favor da educação sexual. Vou conversar com o Ministério da Educação sobre isso. A escola vai ter que ter um papel importante para combater abusos contra crianças. A primeira ideia é capacitar professores para identificar violências contra os alunos, mas é preciso respeitar as especificidades de cada idade. E a família deve ser ouvida e consultada. Se a família não quiser que o filho aprenda sobre o assunto, vai ser responsabilizada por isso.”

Com informações O Antagonista