Da redação JM

O projeto Meninos do Bem/Missionários dos Gramados é uma iniciativa da Igreja Batista Filadélfia de Aliança do Tocantins, sob o comando do Pastor Gilberto Correia. Foto: Divulgação

A Igreja Batista Filadélfia de Aliança do Tocantins, localizada na Rua 111, esquina com Rua 3, no Jardim Aliança, promoverá no último sábado do ano (29), o encerramento das atividades semestral, do Projeto Meninos do Bem/Missionários dos Gramados, na cidade de Aliança do Tocantins.

No encerramento, está prevista a exibição de filme, além de palestra e treinamento para as crianças, com a presença do pastor Robson Faria, da IBF do Guará-DF e do pastor Edson Mesquini, da Igreja Sal da Terra, de Uberlândia-MG, idealizadora do Projeto Sal da Terra, que atende 500 crianças na cidade mineira.

Todos sabem que o esporte é uma ferramenta fundamental que contribui na formação e no futuro dos jovens e crianças do nosso país. E quando se une esporte e religião, essa ferramenta fica ainda mais forte, pois além de aprender os ensinamentos da bola, eles aprendem uma ferramenta  primordial, que é preciso no nosso  dia:   Fé, Oração e Ação.  O projeto Meninos do Bem/Missionários dos Gramados é uma iniciativa da Igreja Batista Filadélfia de Aliança do Tocantins, sob o comando do Pastor Gilberto Correia da Silva, mais conhecido como Gil Correia.

Ele que é professor da Unirg e jornalista, tem feito a diferença com as crianças, buscando oferecer uma opção de lazer, além de preparar as crianças e adolescentes para as dificuldades que o mundo oferece. Segundo o pastor, o projeto não tem objetivo principal de formar atletas para o mercado,  e nem bandeira religiosa, “aqui abrimos acesso para todas as crianças, independente de raça, cor, e religião. A nossa   intenção é formar cidadãos para o mundo” revelou o pastor.

VEJA TAMBÉM
Missionário percorre igrejas do sertão para ensinar evangelismo: “Precisamos nos aprofundar”

Várias pessoas já foram visitar o projeto, entre eles o pastor Ricardo Anet e o professor e técnico de futebol Paulo Magalhães, que também ministrou e orientações. Com vasta experiência esportiva, foi até a cidade de Aliança, especialmente para falar sobre  o Mundo do Futebol e seus percalços, mostrando que no futebol existe várias armadilhas e desafios.  Magalhães conheceu o projeto e se mostrou muito feliz com o sucesso que o amigo e também professor Gilberto Correa tem feito em Aliança do Tocantins.

Iniciado em 2016, o Projeto Missionários dos Gramados/Meninos do Bem, tem o propósito de levar noções de cidadania, autoestima, e a Palavra de Deus, usando o esporte como ferramenta de evangelização para crianças e adolescentes da cidade. “Nosso intuito é contribuir com a comunidade aliancense, especialmente com os moradores do Setor Jardim Aliança, União e outros, visando atender às crianças e adolescentes”, disse o pastor Gilberto Correia, ressaltando que o projeto ficou parado em 2017, mas retornou com toda força em 2018.

O projeto acontece todos os sábados, das 9 às 12 horas, com atividades esportivas, noções de cidadania e a Palavra de Deus, que é levada a todos no inicio e no final das atividades. Segundo o pastor Gilberto Correia, também são realizadas a cada 15 dias, sessões de cinema com filmes educativos e testemunhais de atletas e pessoas que usaram o esporte para se afastar das drogas e outras atividades ilícitas. “Sabemos do alto índice de violência que afeta as cidades de todo o Brasil e nossa proposta é contribuir, colaborando na formação e resgate da cidadania destes pequeninos”, disse.

VEJA TAMBÉM
Encontro Sepal 2019 propõe repensar a Grande Comissão

Participam cerca de 40 crianças, na faixa etária entre 7 a 16 anos e as atividades são realizadas no Ginásio de Esportes de Aliança e no estádio Ipirangão. “Nossa missão é contribuir e fazer a diferença, com integração na sociedade, tal como Cristo fazia, sem descriminação e sem obrigar ninguém a frequentar a igreja. Mas não vamos abrir mão de levar a Palavra de Deus, conforme nos ensina a Bíblia em Provérbios 22-6, ‘Ensina a criança no Caminho em que deve andar, e mesmo quando for idoso não se desviará dele”, finalizou o pastor Gilberto Correia, que aproveitou para solicitar orações e apoio com materiais como coletes, bolas, entre outras coisas necessárias para o desenvolvimento do projeto semanal, que pretende em 2019, oferecer também lanche ao final de cada treino para os garotos participantes.

Com informações assessoria