Da redação

Está acabando o prazo para os servidores públicos estaduais se recadastrarem junto à Secretaria da Administração do Tocantins. O período comçou no dia 18 e segue até a próxima segunda-feira (31). Até agora, quase 39 mil recadastros foram feitos e outros 15 mil são esperados para o próximos dias. A medida foi tomada pelo governo após operação que investiga a existência de funcionários fantasmas no Palácio Araguaia.

Todos os 54 mil servidores do estado vão precisar fazer o recadastramento de atualização de dados no site da Secad. O formulário pode ser encontrado na aba Portal do Servidor.

“Nós estamos fazendo nessa etapa agora em virtude que os sistemas estão sendo pouco utilizados e também pela comissão criada para fazer a reestruturação do governo, a necessidade de a gente saber onde está a nossa força de trabalho”, explica o secretário da Administração Edson Cabral.

No início desse mês, a Polícia Civil encontrou indícios de que haveria mais de 300 funcionários fantasmas na Secretaria Geral do Governo, que funciona dentro do Palácio Araguaia. Embora negue que o recadastramento tenha relação com as investigações, o governo do estado convocou os servidores menos de um mês depois que os policiais cumpriram mandados de busca e apreensão na sede do governo.

VEJA TAMBÉM
Governo publica LDO com investimento de 25% das emendas para Saúde

A segunda fase do recadastramento que vai acontecer de 21 de janeiro a 28 de fevereiro de 2019, vai ser presencial. O servidor precisará comprovar com documentos as atualizações que fez no cadastro online. Essa checagem de dados vai ser realizada em locais indicados pelo governo na região onde o servidor atua.

Quem não fizer o recadastramento completo, pode ser penalizado. “Aquele que não comparecer, não fizer o recadastramento online e não comparecer no cadastramento físico, em março terá o seu salário suspenso”, disse o secretário.

Com informações G1