Da redação 

Em Delmiro Gouveia, no sertão de Alagoas, uma família mobilizou policiais da cidade após se recusar sepultar a jovem Jéssica Lima, de 23 anos. A moça faleceu na última quinta-feira (3) após uma infecção generalizada. Familiares chegaram a retirar o corpo do caixão por acreditarem que ela ressuscitaria.

Com o sepultamento suspenso, a polícia teve que interver. Agentes explicaram que os pais da jovem são evangélicos e muito religiosos. Eles acreditaram no relato de parentes, que garantiram que viram o corpo se mover.

Pastor se recusa a deixar cidade em guerra na Síria: “No final sempre há ressurreição”

Dois médicos foram até a residência da família de Jéssica, onde aconteceu o velório. Os profissionais examinaram o corpo e voltaram a afirmar que não havia sinais de vida.

Finalmente, o enterro aconteceu depois que algumas partes do corpo da garota começaram a apresentar estágio de decomposição. Ela foi sepultada por volta das 17 horas de sábado. Além de membros da família, o cortejo foi acompanhado por curiosos que queriam saber se haveria ressurreição.