Da redação JM

O governador de São Paulo, João Dória, disse ao jornal O Antagonista que o presidente Jair Bolsonaro deve assinar o decreto de posse de arma nesta sexta-feira, dia 11. Dória se reuniu com o chefe de Estado na quinta, dia 10, no Palácio do Planalto.

Após o encontro, o parlamentar citou três aspectos do futuro decreto. Um deles se referem à concessão de anistia de armas irregulares no país, permitindo que o cidadão que tem arma em casa, sem registro ou com o documento vencido, faça o recadastramento.

O texto deverá acrescentar, segundo Fraga, um dispositivo que vai tirar do delegado da Polícia Federal o poder de decidir se a pessoa poderá ou não obter a posse, e elevar o prazo do registro da arma de 3 para 10 anos.

Cristãos 

O tema não é consenso entre os cristãos. Há quem defenda o cristão ter a posse e o porte de arma e há quem julgue isso contrário aos valores cristãos.

No vídeo abaixo, o pastor Augustus Nicodemus, influente líder evangélico no país fala sobre esse questionamento.

VEJA TAMBÉM
Com decreto, pessoas acima de 25 anos podem ter até 4 armas de fogo; veja os detalhes

Confira: