Da redação

O pastor e capelão batista Paul White teve que ser resgatado em Queensland, na Austrália, quando o avião de dois lugares que pilotava caiu na Floresta Estadual de Auburn no início da semana passada. A aeronave, de uma missão batista, ficou com a cabine totalmente destruída, fazendo com que o resultado do acidente, que deixou o pastor vivo e sem grandes ferimentos, fosse um milagre.

“O Senhor usou uma dúzia de anjos em cima de mim ontem e estou muito grato por estar vivo”, disse o homem de 66 anos. Ele sofreu apenas cortes e contusões no acidente que, segundo ele, o teria matado se não fosse a intervenção divina.

Piloto experiente, ele acredita que as causas do acidente com sua aeronave pode ter sido uma falha no motor. Já no chão, ele conseguiu ativar um sinal de emergência, permitindo que os serviços de resgate identificassem sua localização.

Uma grande dificuldade encontrada pelo pastor foi o terreno densamente arborizado, onde encontrar um lugar para pousar não seria fácil. “Eu desviei entre as árvores o máximo que pude”, disse ele. “Havia uma grande árvore (que) pegou uma asa. O avião girou em torno de uma catapulta e parou”.

VEJA TAMBÉM
Pastor Wellington Júnior participa da AGO da CADEESO, em Vila Velha

Foi Deus

Mesmo exercendo a profissão de piloto e sendo experiente, Paul diz que está vivo por um milagre de Deus. “Sou um homem de fé e amo o Senhor, sou um ministro batista e capelão em tempo integral, eu naturalmente dou todo o crédito a Deus”.

O pastor diz que quando vê a cena e o estado do avião tem certeza do milagre: “Eu olho para aquele avião e não deveria estar vivo”.

Para Shayne White, que respondeu ao chamado de emegência do acidente, o pastor teve “muita sorte”. Ele disse que o tipo de impacto chega a resultados muito piores.

O pastor Paul planeja retornar a Derby e continuar voando com a Kingdom Air para continuar seu ministério.

Com informações Guiame