Por pastor Douglas Baptista

Cristo declarou ser a única verdade e esta reivindicação exclusiva de Jesus é inequívoca. Foto: Reprodução

A expressão “absoluto” vem do latim “absolutus” e significa o que é “perfeito” ou “completo”. A Bíblia assevera que Cristo é a verdade absoluta: “Eu sou o caminho, e a verdade, e a vida” (Jo 14.6). Cristo declarou ser a única verdade e esta reivindicação exclusiva de Jesus é inequívoca.

A verdade é exclusiva no sentido de ser única, mas também é inclusiva no sentido de estar disponível para todos. Ao comentar este versículo, Bruce destaca que “toda a verdade é de Deus, assim como toda a vida é de Deus. E a verdade e a vida de Deus estão encarnadas em Jesus” e acrescenta que “Jesus não é somente o caminho até Deus; ele é a verdade de Deus” (2002, p. 256). Sobre este conceito, o Dicionário de Ética Cristã argumenta:

Deus é a autoridade última do cristão. Sua vontade é, portanto, absoluta. Deus falou, e a Bíblia, como Palavra escrita de Deus, carrega esta clara autoridade. […] Em alguns casos, a vontade absoluta será tão específica que se identificará como uma regra definida de ação, enquanto em outros, será um princípio do qual se derivará a regra de ação definida (HENRY, 2007, p. 23-24)

VEJA TAMBÉM
Bolsonaro volta à igreja da esposa e pede para ler Provérbios 4:25 e 26

 Quanto a esta declaração, as Escrituras são enfáticas em ensinar que Cristo é a única, completa e perfeita revelação de Deus e de sua verdade para todos os povos. No magnifico versículo de abertura do livro aos Hebreus, o autor escreve magistralmente: “Havendo Deus, antigamente, falado, muitas vezes e de muitas maneiras, aos pais, pelos profetas, a nós falou-nos, nestes últimos dias pelo Filho” (Hb 1.1).

Tal texto revela que no passado Deus falou de variados modos, por intermédio dos profetas, mas agora quando o Filho veio, Ele é o portador da revelação final e sua autoridade não pode ser questionada (At 4.12). Aqui é importante salientar que todo o processo de revelação – que se desenvolve na história do homem – é descrito com um só verbo: Deus falou. Isto é, a verdade absoluta procede da parte de Deus.

Em sua encarnação Cristo indica o único caminho de retorno ao Pai, aponta para a única verdade de redenção da humanidade e assegura vida eterna unicamente aquele que crê na verdade (Jo 3.16). Alguns questionam que um único caminho é restritivo demais, porém, os textos bíblicos advertem que não existem caminhos alternativos.

VEJA TAMBÉM
Funcionários param lanchonete para orar por colega que estava operando um câncer

Desse modo, todos os caminhos que ignoram a verdade absoluta de Cristo são caminhos de perdição (Mt 7.13). Por conseguinte, sem verdade absoluta, qualquer ética ou moral penderá para alguma forma de relativismo, que indiscutivelmente, conduzirá seus seguidores a trilhar um caminho de morte (Pv. 14.12).

             Pense Nisso!

             Douglas Roberto de Almeida Baptista

Notas Bibliográficas

HENRY, Carl (Org.). Dicionário de Ética Cristã. São Paulo: Editora Cultura Cristã, 2007.

BRUCE, F. F. João. Introdução e comentário. São Paulo: Edições Vida Nova, 2002.