Da redação

Professores vão atuar na rede estadual de ensino — Foto: Reprodução

O Governo do Tocantins determinou que 57 servidores da Secretaria de Educação voltem às salas de aula no começo do ano letivo 2019. Eles estavam cedidos para outras secretarias e institutos, mas os atos foram revogados no Diário Oficial desta terça-feira (22). São 53 professores da educação básica, três professores normalistas e um professor graduado.

Segundo o Palácio Araguaia, a medida foi tomada “visando o equilíbrio fiscal e financeiro, a estabilidade administrativa e a eficiência na prestação dos serviços públicos no Estado”. O perfil de formação e atuação de cada um desses profissionais serão avaliados para definir onde cada um vai atuar.

Antes, eles estavam lotados no Naturatins, Detran, o Banco do Empreendedor, a Agência de Defesa Agropecuária, a Agência Estadual de Metrologia, Polícia Militar, Defensoria Pública e as secretarias da Saúde, Administração, Desenvolvimento Econômico, Trabalho e Desenvolvimento Social, Cidadania e Justiça, e da Segurança Pública.

Até o final de ano passado, a secretaria contava com cerca de 6.400 professores contratados para atender às unidades escolares da rede. O Governo ainda não divulgou quantos contratos vai manter em 2019. Isso só deve ser decidido no fim da reforma administrativa.

VEJA TAMBÉM
Ministro do STF suspende lei que proíbe ensino de gênero e sexualidade nas escolas de Palmas

Via G1