Morre a missionária Daisy Holder aos 74 anos

Daisy Holder vivia integralmente fazendo a obra de DEUS e realizando o trabalho administrativo da Secretaria de Missões (SEMADVEL), em Porto Velho

Da redação JM

A missionária e médica Daisy Miuriel Holder faleceu dia 22 de janeiro, aos 74 anos. Ela era irmã do pastor Joel Holder, da Igreja Evangélica Assembleia de Deus, em Porto Velho, e dona de um currículo extenso na área de missões.

Ela dedicou grande parte da sua vida a obra missionária, usando sua profissão de médica para ajudar pessoas na África. Assumiu a Secretária de Missões da Assembléia de Deus
em Porto Velho SEMADVEL, desenvolveu um grande trabalho por 18 anos, ampliando a ida de missionários a vários lugares do mundo e no Brasil.

Seu irmão é o Pr. Joel Holder presidente da mesma igreja que ela congregava, e a sua sobrinha é a Joelna Holder, atualmente vereadora de Porto Velho. Filha de Percy Holder e Judith Holder, nascida em Porto Velho-RO, foi membro da IEAD Porto Velho desde 1956.

Como médica aposentada, vivia integralmente fazendo a obra de DEUS e realizando o trabalho administrativo da Secretaria de Missões (SEMADVEL), em Porto Velho-RO.

Governo emite nota de pesar

VEJA TAMBÉM
Jovem abandona serviço público para se tornar missionária

O Governo de Rondônia manifestou em nota, pesar pela perda da missionária e médica Daisy Miuriel Holder.

O Poder Executivo reconhece a constante dedicação dessa senhora à saúde pública estadual. Em 1978, ela foi diretora da Divisão de Epidemiologia da Sesau. Também clinicou no antigo Pronto Socorro do Hospital São José e na Policlínica Oswaldo Cruz.

No âmbito internacional, unindo a condição de missionária e médica, ela saiu do País em 1993 para socorrer pessoas necessitadas em Angola, no Continente Africano.

Notabilizou-se no âmbito religioso ao assumir diversos compromissos com os fiéis da Igreja Assembleia de Deus, entre as quais, professora da Escola Bíblica, Círculos de Oração Infantil e de Senhoras, e a Secretaria de Missões.

No Brasil e no Exterior, durante toda a vida ela semeou o bem e foi solidária com os necessitados, crianças, adultos e idosos. O Governo de Rondônia se dirige à família e aos amigos da senhora Daisy para externar seus profundos sentimentos de gratidão pelo trabalho dela”