Da redação JM

Com a decisão de Jean Willys de renunciar ao mandato na próxima legislatura, que começa em 1º de fevereiro, quem assume a vaga de deputado federal é o vereador David Miranda (PSol-RJ). A posse dos parlamentares eleitos está marcada para sexta-feira da semana que vem (1º/2). Miranda recebeu 17.356 votos, o equivalente a 0,22% dos válidos, e garantiu a primeira suplência do PSol.

Em antigos tuítes, David Miranda já se mostrou no mesmo padrão de Jean Wyllys em relação a atacar políticos cristãos e conservadores.

Nos dois posts abaixo, Miranda critica a possível nomeação de Marco Feliciano para a pasta de Direitos Humanos e também diz que não “precisamos de ninguém que mistura política com religião“.

Ele também já disse que vai ser forte oposição contra Bolsonaro, caso venha mesmo tomar posse no lugar de Jean Wyllys.

Entenda
Wyllys (PSol) anunciou nesta quinta-feira (24/1) que está abandonando o mandato no Congresso após sofrer graves ameças de morte. O parlamentar publicou nas redes sociais uma mensagem, agradecendo aos seguidores, e dizendo que manter-se vivo “também é uma forma de resistência”. Jean deixará o Brasil sem data de retorno.
O parlamentar está sob escolta da polícia desde o assassinato da vereadora Marielle Franco (PSol), no Rio de Janeiro. Eleito com 24 mil votos para o terceiro mandato, Jean já está no exterior, de férias, e disse que não pretende retornar ao Brasil.