Da Redação JM Notícia

Parentes e amigos de vereadores presos foram até a delegacia de Augustinópolis — Foto: Paulo Palmares/Voz do Bico

Os nove vereadores de  Augustinópolis, presos última sexta-feira (25), após o escaldá-lo de cobrança de propina para votarem projetos do Executivo na Câmara, foram soltos nesta terça-feira (29), após cumprirem a prisão temporária que é de 05 dias.

No entanto, apesar dos parlamentares estarem em liberdade, eles vão continuar afastados do cargo pelo prazo de 180 dias, conforme decisão judicial.

Foram soltos os vereadores Maria Luisa de Jesus do Nascimento (Luizinha), Antônio Silva Feitosa, Antônio Barbosa Sousa, Ozeas Gomes Teixeira, Francinildo Lopes Soares (Nildo Lopes), Angela Maria Silva (Angela do Rapadura), Marcos Pereira de Alencar (Marquim da Igreja), Wagner Mariano Uchôa (Vaguim do Hospital), Edvan Neves Conceição.

O vereador Antônio Queiroz, que estava foragido se entregou nesta terça-feira (29), em Paraíso do Tocantins.

Segundo a investigação da Polícia Civil e Ministério Público Estadual, os vereadores recebiam valores mensais de R$ 1,5 mil a R$ 8 mil por mês para aprovarem projetos do executivo.

Os dez suplentes de vereadores já foram empossados no cargo e vão analisar a cassação do prefeito e dos parlamentares presos na última sexta-fera (25).