Da redação JM

Três horas antes da abertura do protocolo para a nova legislatura da Câmara, deputados iniciaram uma fila para serem os primeiros a apresentar projetos nesta segunda-feira. Primeira da fila, a deputada Carla Zambelli (PSL-SP) cedeu a vez para Pastor Sargento Isidório (Avante-BA). Isso porque o projeto a ser apresentado pelo parlamentar baiano tem a concordância da representante de São Paulo. Ele quer uma lei para que a Bíblia seja considerada patrimônio imaterial do Brasil. Os deputados chegaram por volta do meio-dia, mas o protocolo só abrirá às 15h.

— É o livro mais lido no país. 98% da população já deve ter lido — afirmou Isidório, que aprovou projeto semelhante na Bahia quando foi deputado estadual.

Isidório vai apresentar também um projeto para proibir a utilização do termo “Bíblia Sagrada” por livros que não tenham a mesma redação do original. O parlamentar, porém, não ficará apenas na religião e vai propor também um projeto para tornar obrigatório o pagamento de emendas parlamentares de vereadores, copiando o que já acontece a nível federal.