Da redação

Um caso bizarro de “ato profético” aconteceu na África do Sul. Um jovem internauta conhecido como Zwide compartilhou em sua conta no Twitter várias fotos onde um pastor segura uma cobra peçonhenta no altar da igreja evangélica que lidera.

Não é muito raro ver alguns desses pastores extravagantes extravagantes utilizarem métodos bem incomuns para mostrar uma suposta fé fora dos padrões. Mas que o caso recebe muitas críticas, sim, isso é fato.

Em uma das fotos mostra o pastor lançando o réptil contra uma mulher, que está sendo segurada por outros membros da igreja.

O autor da postagem comentou que “não julga, mas ele não é um pastor”, acrescentando que não pode pensar em um nome apropriado para ele, mas pessoas continuam assistindo a tais serviços.

Os internautas não perderam tempo para reagir à história. Muitos ficaram furiosos pela congregação não ter reprimido o pastor por levar um animal perigoso para a igreja.

Anteriormente, um pastor da África do Sul, Penuel Mnguni, conhecido como “pastor das cobras”, alimentou fiéis HIV+ e com câncer com carne de rã e de cachorro para tratá-los.