Da redação JM

O vereador Adriano Moraes, PPS de Paraíso do Tocantins, apresentou o projeto de lei, 024/2019, em âmbito municipal, “Programa escola sem partido “, com vista aos seguintes princípios:

1º Neutralidade política, ideológicas e religiosa do estado.
2º Pluralismo de idéias no âmbito acadêmico.
3º Liberdade de consciência e de crença.
4* Liberdade de ensinar e de aprender.
5º Reconhecimento da vulnerabilidade do educando como parte mais fraca na relação de aprendizado.
6º Educação e informação do estudante quanto aos direitos compreendidos em sua liberdade de consciência e de crença.
7º Direito dos pais a que seus filhos recebam a educação moral que esteja de acordo com suas próprias convicções.

A preocupação do vereador, é que não tenha o ensino de ideologia de gênero em nas escolas municipais e comenta ainda que ficou muito triste com a determinação do governo do estado em implantar essa ideologia no Tocantins, posicionando-se contra aquilo que vem pregando o atual Ministro da Educação e também sendo contrário a orientação do presidente Jair Bolsonaro.

VEJA TAMBÉM
Deputado Eli Borges pede punição aos responsáveis pela palestra sobre sexo para crianças

O vereador alertou ainda que “com certeza o estado perderá muito com esse posicionamento, pois ir contra a instrução do Governo Federal, significa perda de repasse do Recurso Federal“.

Como evangélico que sou, não poderia jamais concordar com essa afronta a nossa sociedade, que é formada em sua maioria de cristãos de vários credos”, pontuou Adriano.

Vereadores de Araguaína repudiam inclusão da ideologia de gênero no Tocantins