Da redação JM

O Conselho Estadual de Educação publicou no Diário Oficial desta quinta-feira, 14, a Resolução Nº 004, documento que trata da documento curricular da educação infantil e do ensino fundamental no Tocantins e esta, ao contrário da anterior, não faz menção aos termos “gênero e orientação sexual”, retirando assim a ideologia de gênero das salas de aulas das escolas tocantinenses.

A decisão do CEE veio após pressão dão sociedade que repudiou a decisão velada da inclusão da ideologia de gênero no currículo escolar do estado.

Vereadores de Araguaína repudiam inclusão da ideologia de gênero no Tocantins

Vereador Adriano Moraes apresenta PL que proíbe ideologia de gênero nas escolas de Paraíso do Tocantins

Vereadores de Palmas questionam resolução sobre ideologia de gênero e pedem revogação

Líderes evangélicos do Tocantins repudiam Resolução do CEE que inclui ideologia de gênero na educação infantil

Juiz aciona MEC contra Resolução que inclui ideologia de gênero no Tocantins

O CEE disse, ao informar que iria alterar a resolução, lamentar “que determinados termos inseridos no contexto do documento tenham gerado interpretações equivocadas.”

Leia aqui a NOVA RESOLUÇÃO

Confira a nota onde o CEE se pronuncia sobre as mudanças:

Assunto: Alteração da Resolução n. 235

O Conselho Estadual de Educação (CEE), em Reunião Colegiada Extraordinária, realizada na noite desta quarta-feira, 13,  decidiu pela alteração da Resolução nº 235, de 30 de novembro de 2018, que dispõe sobre a aprovação do Documento Curricular do Território do Tocantins para a Educação Infantil e o Ensino Fundamental, publicada na última segunda-feira, 11.

A decisão do Colegiado estabeleceu alterações no texto e supressão de artigos da referida Resolução. Em consenso, o Conselho priorizou as discussões consideradas relevantes para a educação, encerrando distrações de cunho político ou ideológico que possam vir a dificultar a implementação das importantes ações e estratégias para o desenvolvimento da Educação, que de fato o Documento propõe.

O Conselho lamenta que determinados termos inseridos no contexto do documento tenham gerado interpretações equivocadas, deturpando o objetivo proposto por estudiosos e especialistas da área da educação que debruçaram para concretizar este ato normativo. Vale ressaltar, que o Documento conforme informado pelo CEE, resultou de uma construção democrática e participativa dos sistemas municipais e estadual de ensino e de instituições que representam a educação.

Mediante os fatos expostos, informa-se que a alteração da Resolução será encaminhada nesta quinta-feira, 14, ao Executivo estadual e, em seguida, será publicada em Diário Oficial.

CEE-TO se manifesta após publicação da Resolução que inclui a ideologia de gênero nas escolas do Tocantins