Da redação JM

O maquiador Augustín Fernandez, que causou polêmica após declarar apoio à Jair Bolsonaro nas últimas eleições devido ser homossexual assumido e isso causar revolta na esquerda, anunciou o seu batismo na Igreja Evangélica. A declaração foi feita nesta sexta-feira (15) que foi recebida com surpresa pelos seus seguidores.

O maquiador não informou qual igreja o batizou, mas certamente é alguma da chamada teologia inclusiva, que não segue piamente os princípios bíblicos e adota uma doutrina secularizada.

“Ontem foi um dia muito especial, mas realmente não tem muito a dizer, eu simplesmente me reconheci no louvor da igreja desde o primeiro dia e foi muito natural. Ninguém obriga ninguém a nada, pois é tão real que não precisa de esforço, então você simplesmente se entrega”, iniciou ele em um depoimento publicado no Facebook.

‘Evangélico’, Carlinhos Maia assume que é gay e pede parceiro em casamento: ‘Deus nos fez diferentes’

Fernandez ainda garantiu que não vai deixar de ser gay por causa da sua religião. “Enquanto a ser homossexual, isso é um assunto entre eu e Deus, não cabe a um mero mortal questionar. Jesus me ama do jeitinho que eu sou, com make ou sem, gay ou hétero, mal-humorado inclusive kkkk. Ele só quer que eu seja sincero”, declarou.

VEJA TAMBÉM
Igreja da Escócia libera casamento gay entre pastores

Ele disse também estar satisfeito com a instituição na qual frequenta e que pretende levar pessoas próximas junto consigo, “Agora entendo por que quem frequenta a igreja quer carregar todos os amigos junto, eu também já quero, pois é muito bom”, disse.