Da redação JM

A Prefeitura de Palmas vai selecionar assistentes sociais, pedagogos, psicólogos, motoristas e assistentes administrativos para atuarem na rede municipal de Assistência Social. O edital do processo seletivo foi publicado no Diário Oficial desta segunda-feira (18). As vagas são temporárias e oferecem remuneração de até R$ 4.240,15.

Ao todo, são 34 vagas. As inscrições são gratuitas, começam na próxima segunda-feira (25) e seguem até o dia 1º de março. Devem ser feitas na Secretaria Municipal de Desenvolvimento Social, na quadra 502 Sul, das 14h às 18h. Veja quais os documentos necessários para a inscrição.

Procurando oportunidade? Veja os cinco concursos previstos para Palmas em 2019

A maior quantidade de vagas são para o cargo de assistente administrativo. Serão selecionados 20 profissionais para trabalharem durante 40 horas semanais. É exigido o ensino médio completo. A remuneração é de R$ 1.329,33.

Para o cargo de motorista é exigido o ensino fundamental incompleto e Carteira Nacional de Habilitação com categoria B. São cinco vagas. O salário é de R$ 1.443,18.

VEJA TAMBÉM
"Prefeito penaliza cidadão com IPTU e ainda esquece as periferias de Palmas", diz Campelo

Também são oferecidas seis vagas para pedagogo, com uma carga de 40 horas semanais. É exigido o curso de nível superior em pedagogia e o salário é de R$ 4.240,15.

São disponibilizadas duas vagas para assistente social para trabalhar por 30 horas semanais. Para se inscrever, precisa ter curso de nível superior em serviço social, com inscrição no conselho da classe. O salário é de R$ 4.240,15.

Há também uma vaga para o cargo de psicólogo. A carga horária é de 30 horas semanais. Pode concorrer, o profissional formado em psicologia, com inscrição no conselho da classe. A remuneração é de R$ 4.240,15.

O processo seletivo terá prazo de um ano, podendo ser prorrogado uma única vez por igual período. A seleção vai ser feita por meio de análise curricular, avaliação de títulos e entrevista. O resultado final deve ser divulgado no dia 9 de maio.

Com informações G1