Da redação JM

A sessão de quinta feira, 21, teve como principal assunto a discussão acerca do alto valor pago em aluguéis do atual prédio, onde se localiza a Câmara Municipal de Palmas.

O vereador Milton Neris (PP) levantou o questionamento e solicitou que os parlamentares tomem uma atitude em conjunto. “Não podemos ser reféns e continuar pagando caro em um imóvel com o metro quadrado mais caro, se comparado a prédios com estruturas melhores na Avenida JK. É preciso que se faça um enfrentamento, porque está virando uma bola de neve essa questão do valor do aluguel e o embate com o dono do prédio. Podemos pedir emprestado um prédio público uma escola, qualquer lugar” sugeriu.

Para Neris, o valor pago demonstra que a Casa de Leis está na “contramão da realidade.

Em aparte, o Vereador Vandim do Povo (DC) lembrou que é importante que seja tomada uma atitude, pela facilidade que existe da Casa Legislativa em adquirir um financiamento para construir a sede. “Precisamos sair desse aluguel e dar uma resposta para a sociedade que nos questiona quanto a esse alto valor, o dinheiro do povo tem que ser economizado. Eu sinto vergonha ao ser abordado e questionado acerca desse valor” reclamou o vereador.

VEJA TAMBÉM
Durante abertura do ano legislativo, Moisemar cobra pavimentação de quadras da Capital

Por sua vez, Tiago Andrino (PSB) solicitou que, se for o caso, a Mesa Diretora adote uma decisão radical, mesmo que isso influencie no conforto que o atual prédio dispõe. “Precisamos entregar o prédio e procurar um local improvisado, para que tenhamos uma câmara que não custe tão caro para a sociedade. Aceito abrir mão do conforto do gabinete, e se precisar passar algum tempo no local improvisado eu estou a disposição. Pauto pela economia no mandato” apontou.

Por fim, o presidente da Casa de Leis, vereador Marilon Barbosa (PSB), apoiou as reivindicações dos vereadores e garantiu que já existe um projeto para a sede própria, e que uma resolução será adotada em breve. “A câmara tem que pagar por patrimônio que é seu. O projeto da sede é fantástico e de qualidade. Estamos discutindo acerca do assunto e chegando aos trâmites finais, dentro de dez meses, a câmara estará em nova sede” finalizou.

Assista o debate (a partir do minuto 34)