O Ministério da Educação enviou a escolas do país uma carta em que pede para que alunos, professores e funcionários voltem a cantar o hino nacional. A decisão causou revolta na ala progressista do país.

A mensagem é assinada pelo ministro da Educação, Ricardo Vélez Rodríguez, para quem a medida visa saudar “o Brasil dos novos tempos”.

“Brasileiros! Vamos saudar o Brasil dos novos tempos e celebrar a educação responsável e de qualidade a ser desenvolvida na nossa escola pelos professores, em benefício de vocês, alunos, que constituem a nova geração. Brasil acima de tudo. Deus acima de todos!”, afirma a mensagem.

O pedido foi revelado pelo jornal O Estado de S. Paulo e confirmado pelo ministério em
seguida.