Da redação

O AVC é uma doença muito grave, e que quando não ocorre o óbito, 70% ficam fora do trabalho, 50% dependentes e outros 30% mortos

O pedido do vereador Ivanilson Marinho (MDB) feito via requerimento e aprovado por unanimidade durante a sessão desta quarta-feira, 13, é para implantar no Hospital Geral de Gurupi, o Serviço Médico por Videoconferência (TELEMED), criando uma Unidade de AVC – Gestão de Atendimento e Politicas de Saúde.

“O TELEMED possibilitará a ampliação do acesso à assistência especializada qualificada, ferramenta útil como suporte dos centros de referência às unidades de menor complexidade, pode ser utilizada como suporte para diagnóstico e tratamento do AVC agudo para hospitais que atendam os critérios mínimos para o tratamento agudo destes pacientes, com equipe treinada”, ressaltou o parlamentar.

Vereador de Gurupi pede revogação da resolução que inclui ensino identidade de gênero nas escolas do Tocantins

Segundo a Portaria que regulamenta o AVC o SUS , o Acidente Vascular Cerebral no Brasil atinge um montante de 400 mil casos por ano, com mais de 100000 óbitos a cada ano. Ainda segundo o levantamento, sugere-se que somente 70% dos pacientes internados pelo SUS com AVC fazem tomografia de crânio.

VEJA TAMBÉM
Em Gurupi, Amastha se reúne com evangélicos e ataca o Governo: "o Estado está largado"

O AVC é uma doença muito grave, e que quando não ocorre o óbito, 70% ficam fora do trabalho, 50% dependentes e outros 30% mortos. Segundo Word Stroke Organization Campaing, 1 em cada 4 homens e 1 em cada 5 mulheres podem desenvolver AVC até os 85 anos.

Assim, como o Hospital Geral de Gurupi possui tomógrafo, o estudo e implantação vão melhorar os serviços de saúde pública oferecidos pelo Estado, e principalmente possibilitar a diminuição ou redução das sequelas e também dos óbitos gerados pela ocorrência de AVC.