Reforçando seu posicionamento contra o aborto, a ministra da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos, Damares Alves, encerrou sua participação em evento da ONU sobre as mulheres nesta quarta-feira (13).

A ministra Damares Alves afirmou que o atual governo Jair Bolsonaro entende o direito à vida como proteção desde o momento da concepção e vai se empenhar para que isso seja seguido no país.

Em discurso na sede da ONU, em Nova York, Damares afirmou:

“Como indica o próprio o nome da nova pasta, as políticas de proteção e defesa dos direitos da mulher terão prioridade no novo Brasil que estamos construindo. Esse é o compromisso do presidente Bolsonaro. Essa é a minha palavra como ministra e como mulher.”

E, segundo o Yahoo, acrescentou: “Na mesma direção, defendo com o mesmo empenho a inviolabilidade do direito à vida prevista na Carta Magna brasileira. Senhoras e senhores, direito à vida, no entendimento do atual governo brasileiro, significa proteção da vida desde o momento da concepção.”

Essa é a segunda vez que Damares fala contra o aborto na ONU — em fevereiro, ela participou da Comissão de Direitos Humanos da organização com mesma retórica.

VEJA TAMBÉM
Damares diz que é inspirada por Jesus na luta pelos Direitos Humanos: "o maior de todos os mestres"

Via Renova Mídia