Da redação

Josemar Santos de Aguiar, 48 anos, confessou ter decepado a mão da própria esposa na noite de sábado (9). Foto: Reprodução

Reviravolta no caso da mulher que teve a mão esquerda cortada por seu esposo, um pastor em Porto Velho. A vítima continua internada e não corre risco de morrer.

No ultimo sábado, o pastor evangélico Josimar da Silva Aguiar atacou sua esposa, Juliete Coutinho da costa, 28 anos, e com um facão decepou a mão esquerda.

Em depoimento na delegacia, o homem justificou a brutalidade, de acordo com ele, o mesmo flagrou Juliete trocando mensagens por telefone celular com outro homem.

No hospital desde o episódio a vítima tenta assimilar ocorrido, não quer por enquanto falar com jornalista, mas informações de alguém muito próxima a ela, conta que Juliete está em estado de choque, assim como os filhos que presenciaram toda brutalidade do pai.

“A vítima é natural segundo informações de um município do interior do Amazonas, chegou a Porto Velho então com 13 anos, e veio morar com uma avó, teria sido justamente nesse tempo que Juliete conheceu o pastor Josimar”.

As crianças moravam com o casal em uma casa que fica localizada numa invasão na estrada do areia branca em Porto Velho, segundo os vizinhos, todos sempre foram muito reservados.

VEJA TAMBÉM
Ricardo Costa se reúne com presidente do Conselho Fiscal da CGADB

O pastor Josimar Aguiar da silva teve a prisão preventiva decretada, o homem se entregou na segunda-feira onde permanece preso, a vítima ainda na noite de sábado passou por uma cirurgia para reimplantar a mão arrancada, mas os médicos do hospital João Paulo II não tiveram sucesso, ainda segundo uma fonte, Juliete agora luta por justiça.