Ampliação da UPA possibilitará a organização do fluxo das pessoas, que hoje são classificadas e retornam para a recepção, aguardando a consulta. A  nova sala ainda terá acolhimento para crianças, com brinquedos

A Unidade de Pronto Atendimento (UPA/24 horas) de Araguaína passará por obra de ampliação a partir desta segunda-feira, 25. Após a obra, a unidade contará com duas salas para acolhimento dos pacientes: uma para classificação de risco e outra onde aguardarão para consulta.

“Para o paciente, serão três ganhos: o primeiro é na percepção de ganho de ambiência, da percepção que o atendimento é sequencial. O segundo é que terá mais conforto. O terceiro é na agilidade no ciclo de atendimento, de forma ordenada”, assegurou a diretora geral da UPA, Meire Fonseca.

Ainda segundo a diretora, o projeto de ampliação possibilitará a organização do fluxo das pessoas, que hoje são classificadas e retornam para a recepção, aguardando a consulta. A nova sala de espera para consultas ainda terá uma sala especial para acolhimento de crianças, com brinquedos.

A obra
Nesta segunda-feira, terá início a parte de separação da obra da recepção com um tapume e informação aos pacientes. De acordo com Meire, tudo foi pensado para não atrapalhar o fluxo de atendimento durante a reforma.

VEJA TAMBÉM
Câmara de Araguaína retoma hoje as sessões ordinárias

O levantamento para ampliação da UPA prevê um prazo de 45 a 60 dias para conclusão das obras.

Classificação
Atualmente, a UPA/24 horas da cidade atende pacientes de Araguaína e região, com 150 colaboradores e quatro médicos de plantão em equipes multiprofissionais. O corpo clínico da unidade possui aproximadamente 40 médicos.

Hoje os atendimentos são feitos por meio do Protocolo de Manchester de classificação de risco. O método de triagem visa otimizar os atendimentos de acordo com a urgência médica, que é indicada pelas cores vermelha, laranja, amarelo, verde e azul. Para cada cor, é estabelecido um protocolo de atendimento.

UPA
A Unidade de Pronto Atendimento de Araguaína possui atualmente cinco consultórios e salas de farmácia, medicação, nebulização, classificação de risco, procedimentos, reavaliação, eletrocardiograma, raio-x, exames, laboratório, emergência, observação adulto e infantil e centro administrativo, além da recepção, serviço social, necrotério, refeitório, repouso médico e multiprofissional.

O Município de Araguaína é responsável pela gestão da unidade, que é administrada pela Organização Social (OS) Instituto Saúde e Cidadania (ISAC).

VEJA TAMBÉM
Ex-prefeito de Araguaína, Valuar Barros é condenado a seis anos de detenção por contratação de shows

Saiba + Sem espaço para enterrar corpos em cemitérios de Araguaína, prefeitura diz que a solução é a cremação