Da redação

Objetivo: “reforçar as bases da sociedade que engrandecem a nação com os valores tradicionais da família”

Os senadores do Paraguai aprovaram um projeto no último dia 21 de março em que declaram que o Senado da nação é “pela vida e pela família“.

Trata-se de uma declaração voltada a incentivar as instituições do país a promoverem, mediante programas concretos, o valor insubstituível da família como instituição natural e núcleo fundamental da sociedade.

O projeto ainda solicita que a Direção de Comunicações e a Direção de Relações Públicas do Senado paraguaio realizem eventos e campanhas de conscientização para reforçar as bases da sociedade que engrandecem a nação com os valores tradicionais da família.

O documento foi apresentado pelos senadores María Eugenia Penner, Hermelinda Alvarenga, Dionisio Amarilla, Blas Lanzoni, Rodolfo Friedmann e Sergio Godoy. Na votação para aprová-lo, 24 senadores foram a favor, 9 contra e 12 estiveram ausentes.

A mesma declaração já tinha sido aprovada pela Câmara dos Deputados em 19 de dezembro de 2018.

Com informações Aleteia