Da redação

A barragem da região conhecida como Mansidão, na zona rural de Santa Rosa, se rompeu no sábado, dia 23 de março (Foto: Mauro Batista/Prefeitura de Santa Rosa)

O rompimento de duas barragens no Tocantins deixou a população em alerta devido à falta de manutenção e vistoria nas obras. No último sábado, 23, uma barragem no povoado Mansidão, município de Santa Rosa, rompeu alagando pastagens, inundando dois tanques de criação de peixes e destruindo cercas; já na tarde desta segunda-feira, 25, uma das galerias da represa no balneário Iracema Demito em Bandeirante, foi danificada pela alta quantidade e água, o que resultou no alagamento da área de mata circunvizinha.

Segundo o secretário municipal de Agricultura e Meio Ambiente de Santa Rosa, Mauro Batista, cinco barragens seriam construídas no município entre 2015 e 2016. “A barragem construída na região de Canjarana estourou poucos meses após sua conclusão, na primeira chuva que deu. Comunicamos a ATS, mas não houve reparos até hoje”, disse Mauro.

Barragens com erosões e infiltrações preocupam tocantinenses: ‘Durmo pouco

Segurança e revitalização das barragens do projeto Rio Formoso são discutidas em reunião

MPE instaura procedimento para apurar segurança de barragens no município de Arraias

A Agência Tocantinense de Saneamento (ATS) é responsável pela construção dos equipamentos.

VEJA TAMBÉM
Riscos em barragens de mineradoras serão analisados em audiência pelo senador Ataídes

No vídeo podemos conferir a situação da barragem Mansidão antes dela se romper.

Situação crítica

A Prefeitura de Santa Rosa tem alertado a população da Zona Rural para os perigos de rompimento de outras barragens. A que mais preocupa o executivo municipal é do distrito de Cangas. “Ela está cheia e prestes a estourar e, nesse caso, pode causar prejuízo humano porque há moradores abaixo da barragem”, salientou Mauro.

O secretário destacou ainda que, apesar de a prefeitura contar com maquinário e pessoal para reparar a barragem, eles estão de mãos atadas porque a obra não é responsabilidade do município. “Se mexermos e, Deus nos livra, a barragem estourar, vão nos responsabilizar por isso”, pondera.

Governo do Tocantins

O Governo do Tocantins afirmou que a ATS e Defesa Civil realizarão vistoria na barragem de Cangas em Santa Rosa nesta quarta-feira, 27. “A empresa responsável pela construção das cinco barragens no município foi notificada extra judicialmente em duas oportunidades. As medidas cabíveis na área jurídica para responsabilização da empresa já estão sendo tomadas para garantir a segurança das barragens construídas e reparação de prejuízos à comunidade”, afirma a nota.

VEJA TAMBÉM
Segurança e revitalização das barragens do projeto Rio Formoso são discutidas em reunião

A Defesa Civil Estadual informou, ainda, que tem feito orientações às Defesas Civis Municipais, solicitado laudos de inspeções de barragens que tem oferecido risco à população e que está acompanhando a situação mantendo contato diário com os municípios.

Com informações Jornal do Tocantins