Da redação

A meta para o Município é imunizar cerca de 15.500 pessoas, incluindo os assentamentos

A Prefeitura de Porto Nacional, por meio da Secretaria Municipal da Saúde, já está preparada para a 21ª Campanha Nacional de Vacinação contra a Influenza, que começa nesta quarta-feira (10), em todo o País.

A Campanha ocorrerá até o dia 31 de maio, sendo que no dia 4, será realizado o Dia de Mobilização Nacional, o Dia D.

Grupos prioritários

O público-alvo da campanha é formado por indivíduos com 60 anos ou mais de idade, crianças na faixa etária de seis meses a menores de seis anos de idade (5 anos, 11 meses e 29 dias)  gestantes, puérperas (até 45 dias após o parto ), trabalhadores de saúde, povos indígenas, professores das redes públicas e privadas, grupo de portadores de doenças crônicas não transmissíveis e outras condições clínicas especiais, adolescentes e jovens de 12 a 21 anos de idade sob medidas socioeducativas, população privada de liberdade e os funcionários do sistema prisional.

Vacinação contra a gripe começa amanhã em todo o país

Pelo cronograma de vacinação, nesta primeira semana da Campanha (10 a 17/04), devem ser imunizados, prioritariamente, as crianças de 6 meses a menores de 6 anos, além de gestantes em qualquer idade gestacional.

VEJA TAMBÉM
Prof. Júnior Geo participa de manifestação contra bloqueio da ponte de Porto Nacional

Na segunda semana (22 a 31/05), as puérperas, idosos, profissionais da saúde, portadores de doenças crônicas e outras doenças que comprometem a imunidade, professores de escolas públicas e ou privadas, indígenas, população prisional e os funcionários do sistema prisional, adolescentes e jovens sob medida socioeducativas.

Metas de Porto Nacional

A meta para o Município é imunizar cerca de 15.500 pessoas, incluindo os assentamentos. A vacina protege contra os subtipos H1N1 e H3N2 da Influenza A e contra a Influenza tipo B.

De acordo com a secretária municipal da Saúde, Anna Crystina Brito, a estratégia de vacinação tem por objetivo proteger a população alvo com maior risco de ficar doente ou de ter consequências mais graves, e atualizar a situação vacinal de crianças, gestantes e puérperas. Para isso, todas as Unidades Básicas de Saúde já estão sendo abastecidas com as doses de vacinas.

“Todas as nossas salas de vacinas nas unidades básicas estarão disponíveis pra acolher o público-alvo, os grupos prioritários. De segunda a sexta-feira, das 7 h às 17h”, informou.

Uma equipe volante atenderá os assentamentos e a população das áreas rurais.