Da redação JM

Magno Malta e Jair Bolsonaro

O presidente Jair Bolsonaro (PSL) aproveitou um almoço com lideranças evangélicas nesta quinta-feira (11) para demonstrar carinho aos filhos, ao ex-senador Magno Malta (PR-ES) e a Israel.

Enquanto contava sobre a viagem com os filhos para o país, em 2016, quando foi batizado no rio Jordão, o presidente fez questão de reafirmar a proximidade com a família. “Muitos tentaram afastar de mim. Mas ninguém afasta um filho do pai, o pai do filho”, disse.

Bolsonaro também elogiou publicamente o ex-senador Magno Malta, aliado na campanha que acabou ficando fora do governo: “Quase chorei, confesso. Que nunca mais nos afastemos”.

No encontro, o presidente disse que a viagem a Israel tocou a alma e defendeu que quem decide a capital do país é o povo.

Ele também reafirmou o compromisso de transferir a embaixada brasileira para Jerusalém. Por enquanto, Bolsonaro anunciou a criação de um escritório de representação comercial na cidade, e manteve a embaixada em Tel Aviv. “Queremos cumprir esse compromisso, mas, como um bom casamento, tem que namorar, ficar noivo.