Redação JM Notícia

Missionária Elizete Freire Cavalcante criará casa de acolhimento para mulheres com o nome de sua mãe

A missionária Elizete Freire Cavalcante pretende criar uma casa de acolhimento para mulheres que terá o nome de sua mãe, missionária Maria Freire Cavalcante, que ao longo de sua vida sempre atuou dando apoio a mulheres.

Como atual coordenadora da casa abrigo das mulheres, Elizete pretende levar a Palavra de Deus para essas mulheres. “Como minha mãe amava fazer missões, cantar e tocar instrumentos musicais, dentro desse projeto vai ser realizado estas atividades”, adianta a missionária.

A missionária Maria, casada com o pastor jubilado José Cavalcante, faleceu no dia 13 de abril, vítima de um câncer agressivo que a vitimou de forma rápida, a ponto de não ser possível nem iniciar o tratamento.

A perda da mãe, dias depois de enterrar o cunhado, o pastor José Filho, fez com que a missionária tivesse ainda mais desejo de ajudar outras mulheres e assim expandir o ministério que sua mãe iniciou. “Estamos com coração partidos, foi tudo rápido, mas meu Deus vai nos confortar”, diz.

O projeto da casa de acolhimento atende mulheres em situação de rua ou vítimas de violência. Levar a Palavra de Deus para essas pessoas será um passo importante para aumentar a fé e dar esperança para cada uma delas.

VEJA TAMBÉM
Feira da 304 sul recebe revitalizações a pedido do vereador Hiram Gomes

Elizete Freire Cavalcante é missionária, esposa do pastor Kleber Gomes Dias e dirigente da Congregação Lírio dos Vales do Campo de Taquaralto da CIADSETA.

Saiba + CGADB|| Convencionais decidem rejeitar a União Estável em Belém; confira