Da redação

“Há, de forma clara e evidente, uma perseguição por parte do governo contra a Polícia Civil, pois o tratamento não é igual quando se trata de promoções”, disse

O vereador Moisemar Marinho (PDT) usou a tribuna da Câmara Municipal de Palmas, nesta terça-feira, 23, para criticar o tratamento dado pelo Governo do Estado entre a Polícia Militar e a Polícia Civil. Segundo ele, deve haver isonomia entre as instituições, principalmente no que se refere às promoções.

Moisemar parabenizou os militares que, segundo ele, há anos lutaram para conseguir a promoção e outros que conseguiram a aposentadoria. No entanto, ele questionou a Medida Provisória do governo que trata sobre a estagnação dos interstícios para as promoções, que inclui a Polícia Civil. “Há, de forma clara e evidente, uma perseguição por parte do governo contra a Polícia Civil, pois o tratamento não é igual quando se trata de promoções. Também fazemos parte do sistema de segurança pública”, criticou.

Moisemar Marinho apresenta pedido para duplicação da Avenida NS-02 Norte

Como ex-presidente do Sindicato dos Policiais Civis do Estado do Tocantins (Sinpol), o vereador também protestou a respeito do funcionamento dos órgãos de segurança pública. “Temos, no nosso Estado, o Comando Geral que funciona como uma espécie de secretaria de estado, que despacha direto com o governador e uma Delegacia Geral que comanda a Polícia Civil e pode ter contato, apenas, com a Secretaria de Segurança Pública. Essa sugestão de equiparar a Delegaria Geral ao Comando Geral deve ser colocada em prática para melhorar a segurança pública”, afirmou.

VEJA TAMBÉM
Assembleia Legislativa do Tocantins exonera servidor indiciado na Operação Espectro

Ele também fez o pedido para que o secretário de Segurança Pública, Cristiano Sampaio, integre os órgãos e, assim, faça justiça aos policiais civis. “Ele [Cristiano Sampaio] veio para melhorar a segurança pública, então tem que fazer valer o cargo de secretário. Precisa integrar as forças e, assim, fazer justiça aos policiais civis”, finalizou.