Redação JM Notícia

O deputado Marco Feliciano (Pode-SP) apresentará um projeto de lei para criminalizar a homofobia sem prejudicar grupos religiosos que sem opõem à prática homossexual.

O projeto está sendo elaborado a pedido da Frente Parlamentar Evangélica e deve ser apresentada ainda esta semana para os deputados da bancada religiosa que subscreverá o projeto.

Segundo informações da jornalista Monica Bérgamo, da Folha, o texto enquadrará a homofobia ao crime de racismo, porém ressalvará a liberdade de consciência e religiosa.

“Se eu estou com a minha família em um restaurante, um casal está se beijando ao meu lado e eu levanto e saio, sem agredir ninguém, não posso ser tido como criminoso”, exemplifica Feliciano.

Com o texto novo, as igrejas também poderiam seguir falando sobre o assunto em tom crítico sem serem responsabilizadas criminalmente por isso. A iniciativa é uma resposta aos processos que estão no STF (Supremo Tribunal Federal) e que podem prejudicar as igrejas cristãs.

Saiba + Fachin vota por enquadrar homofobia como crime de racismo; CGADB fala em “ameaça à liberdade religiosa”