Da redação JM

“Mourão iria sair candidato à presidência pelo PRTB…seu objetivo não era representar a direita, mas sair como um candidato do centrão, porque Mourão nunca foi de direita”

As contínuas polêmicas declarações do vice-presidente, Hamilton Mourão, em contraposição aos posicionamentos de integrantes do Palácio do Planalto, incluindo o do próprio presidente, Jair Bolsonaro, têm entre outras coisas, provocado ‘divisão’ entre os aliados e consequentemente agradado a imprensa e a oposição (os partidos do centro e da esquerda). Há quem defenda que tudo não passa de declarações pontuais e que são explicáveis, porém no vídeo abaixo evidencia-se uma escalada de uma oposição por parte do vice-presidente contra seus ‘amigos’.

Marco Feliciano volta a atacar Mourão: “Um traidor, um Judas”

Mourão já disse, entre outras absurdas falas, que aborto é “decisão da pessoa” e que não mudaria embaixada para Jerusalém. O pastor Malafaia o criticou após isso: “votamos em Bolsonaro, na urna eletrônica não aparece o nome do vice.”

Silas Daniel

O pastor e jornalista Silas Daniel, apresentador do programa “O Cristão e o Mundo” da TV CPAD, trouxe com mais detalhes um cronograma das ações do vice-presidente que mostram a gravidade dos fatos enfrentados pelo presidente Bolsonaro e sua equipe.

VEJA TAMBÉM
Ministro da Defesa cobra providência sobre general que falou em intervenção

“Importante frisar sobre essa polêmica toda em torno do Mourão que o causador de tudo isso é uma só pessoa: Mourão. Todos aqueles que estão atacando Mourão estão apenas reagindo às declarações e atitudes absolutamente desleais e absurdas”, disse Daniel.

Marco Feliciano protocola pedido de impeachment de Mourão: “Chega de conspiração”

Utilizando notícias da própria imprensa o pastor mostra que Mourão não age com lealdade para com Bolsonaro e é, desta maneira, um grande aliado para a oposição no país.

Assista (minuto 10:05)

CLIQUE AQUI