Da redação

Um vídeo alarmante mostrando crianças muçulmanas reunidas em grupo dizendo que se sacrificariam e matariam como membros do “exército de Alá” emergiu de um centro islâmico localizado na Filadélfia, PA.

A Fox News  informa que o Centro Islâmico da Sociedade Americana Muçulmana (MAS) na Filadélfia publicou o vídeo em sua página no Facebook comemorando o “Ummah Day” em que crianças usando lenços palestinos cantaram e leram poesias sobre matar para Alá e a mesquita em Jerusalém.

O grupo de vigilância, o Instituto de Pesquisa de Mídia do  Oriente Médio (MEMRI) , alertou a rede para o vídeo.

“Estes não são incidentes isolados; eles estão acontecendo nos principais centros do país – inclusive na Pensilvânia ”, disse o MEMRI em um comunicado.

Em um post em sua página no Facebook, o evangelista Franklin Graham perguntou a seus seguidores: “Isso deve nos preocupar? Você aposta, deveria!

“Um vídeo de crianças sendo doutrinadas pelo islamismo radical foi publicado na Sociedade Americana Muçulmana na página do Facebook da Filadélfia. As crianças estavam dizendo: “Vamos sacrificar nossas almas sem hesitação”; “Cortaremos as cabeças deles”; “Nós lideraremos o exército de Alá”; “Nós os sujeitaremos à eterna tortura”, escreveu Graham.

“Isso deve nos preocupar? Você aposta que deveria! É assim que terroristas e homens-bomba são feitos. O grupo de vigilância, Middle East Media Research Institute, alertou: “Estes não são incidentes isolados; eles estão acontecendo nos principais centros do país – inclusive na Pensilvânia. Nosso país precisa despertar – esse mal está sendo ensinado bem debaixo de nossos narizes, espalhando a escuridão para a próxima geração ”, concluiu o evangelista.