Da redação

O pastor Steven L. Anderson, de Arizona, nos Estados Unidos, foi a primeira pessoa a ser banida da Irlanda após ser acusado de homofobia. Anderson estava em Dublin para realizar um sermão, agendado para o dia 26 deste mês.

Charlie Flanagan, ministro da Justiça e Igualdade do país, assinou uma ordem de expulsão ao pastor com efeito imediato, sob a seção 4 do Ato de Imigração de 1999.

O pastor é conhecido por suas declarações polêmicas.

Após a decisão do ministro, a comunidade LGBT da Irlanda apoiou a decisão, usando o Twitter para agradecer a Flanagan: “Nós estamos muito agradecidos pela sua decisão de banir Steven Anderson da Irlanda”.

Já o website da Faithful Word Baptist Church (Igreja Batista da Palavra da Fé, em português), fundada pelo pastor em 2005, declara: “Não espere nada contemporâneo ou liberal. Nós somos uma igreja batista tradicional, independente, fundamental e única”.

Petição

Há mais de quatro meses, uma petição foi lançada online pelo site Change.org, pedindo o banimento de Anderson da Irlanda. No total, foram cerca de 14 mil assinaturas coletadas.