Da redação

Os defensores públicos do Estado foram homenageados em sessão solene realizada na tarde desta quinta-feira, dia 16. Foram entregues honrarias especiais aos defensores Joaquim Pereira dos Santos e José Marcos Mussolini, pioneiros na instituição.
Para o defensor público geral Fábio Monteiro dos Santos, a Defensoria “constitui manifestação de um movimento de acesso à Justiça”. Ele reconheceu o apoio da Assembleia Legislativa na aprovação de leis que garantiram a autonomia da entidade e os concursos para o provimento dos cargos.
“Graças a isso, a Defensoria pode hoje contar com profissionais nos nove núcleos estaduais, e realizar mais de 173 mil atendimentos em 2018”, concluiu Santos.
Presidente do Sindicato dos Servidores da Defensoria, Renan Freitas explicou que a instituição é “a última porta aberta” ao cidadão mais pobre que procura nela um lugar para valer seus direitos.
O presidente da Casa, deputado Antônio Andrade (PHS), aproveitou a ocasião para anunciar que a Assembleia pretende levar serviços ao cidadão a todo o estado, inclusive com o apoio da Defensoria Pública.
“Cursos preparatórios pré-vestibular, para concursos e ao Enem estão previstos entre os investimentos. Eles devem ser oferecidos com a ampliação do sinal da TV Assembleia”, explicou o presidente.
Também participaram da homenagem o vice-governador Wanderlei Barbosa (PHS), deputados e convidados.