Palmas celebra 30 anos e, segundo o IBGE, é a terceira capital mais evangélica do Brasil. Foto: Reprodução

Palmas celebra nesta segunda-feira, 20, seu aniversário de 30 anos. A capital do Estado do Tocantins tem sua população constituída por pessoas de várias partes do país e das mais diversas religiões, mas destaca-se por ser uma das capitais de maior presença evangélica do país.

Segundo dados do IBGE lançados em 2010, os evangélicos são 22% da população brasileira, mais de 42 milhões de pessoas. A mesma pesquisa mostrou, também, dados sobre a distribuição da população evangélica nas capitais do país, apontando quais são as mais (e menos) evangélicas do Brasil.

Palmas evangélica

Em termos de números, São Paulo é a capital com mais evangélicos, com 2,3 milhões. No entanto, se considerada a porcentagem da população, a capital paulista fica apenas em 20º lugar, com 21,88% de evangélicos professos. A capital com maior percentual de evangélicos é Rio Branco, no Acre, com 39,54% de evangélicos, seguida de Manaus (35,19%), Palmas fica em terceiro lugar (32,77%) e Porto Velho (32,16%). A capital “menos evangélica” do Brasil é Porto Alegre, com apenas 11,65% de evangélicos.

VEJA TAMBÉM
OAB-TO fará reunião para debater aumento do IPTU em Palmas

O reflexo positivo do número de evangélicos em Palmas pode ser claramente visto, além dos templos nos bairros, nas diversas iniciativas de ações sociais desenvolvidas pelas igrejas na cidade e em todo o Estado. Ong’s e outras entidades mantidas exclusivamente pelas igrejas, por meio de seus fieis, desenvolvem trabalhos sérios de assistência familiar, ajuda e resgate de dependentes químicos, auxílio aos doentes e presos, entre outras dezenas de ações, que têm feito a diferença na vida de milhares de palmenses.

+ Tocantins: de cada 10 ONGs e associações, quase 4 são entidades religiosas, diz IBGE

Os números referente ao percentual de evangélicos na capital certamente aumentaram desde o último censo e isso mostra que este segmento deve ter cada vez mais uma participação efetiva na busca por uma Palmas mais próspera e abençoada.