Da redação

A proposta de resolução de autoria da Mesa Diretora da Casa que cria a Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) foi apresentada durante sessão do último dia 14 e aguardava apenas o parecer jurídico para ser discutida nas Comissões.

A pedido do vereador André Caixeta (PSB), presidente das Comissões temáticas da Câmara de Gurupi, a sessão foi suspensa por cerca de 10 minutos quando as comissões se reuniram para darem os pareceres do Projeto de Resolução (PR) que cria a CPI. Após ser aprovada nas comissões, a proposta foi colocada em pauta e aprovada por unanimidade na ordem do dia da sessão desta terça-feira, 21.

A CPI é um pedido feito por meio de requerimento do vereador Sargento Jenilson (PRTB), aprovado por unanimidade em abril passado. O objetivo é apurar denúncias de irregularidades na execução do contrato entre a prefeitura de Gurupi e a BRK Ambiental.  Conforme Jenilson o próximo passo “é montar o plano de trabalho que norteará a realização da CPI, cujos integrantes terão até 150 dias para apresentarem o relatório”.

VEJA TAMBÉM
Vereador Sargento Jenilson mostra as defesas e ações do seu primeiro ano de mandato

A CPI será formada pelos vereadores Sargento Jenilson (PRTB), André Caixeta (PSB), Ataíde Leiteiro (PPS), César da Farmácia (DEM), Valdônio Rodrigues (PSB), Zezinho da Lafiche (PROS), Wendel Gomides (PDT).

(Com assessoria)