Da redação JM

Fazenda Canaã, entidade mantida pela IURD. Foto: Reprodução

A Igreja Universal do Reino de Deus e o Bispo Edir Macedo alegam ter sofrido “mais um ataque sórdido da Imprensa e de perseguidores da fé cristã”. A nota da UNIcom (Departamento de Comunicação Social e de Relações Institucionais da Universal) refere-se a uma matéria do jornal “O Globo” e do portal UOL que cita Macedo como proprietário de um time de futebol e em uma marca de mel.

O colunista do jornal carioca Lauro Jardim afirmou, em nota publicada no domingo (19), que o Bispo Macedo “possui uma igreja” e estaria “avançando sobre o esporte”, com um time de futebol ligado ao projeto social Nova Canaã, na Bahia.

A nota da Unicom diz que “o intuito de Lauro Jardim é claro: acusar, de modo irresponsável, o Bispo Macedo e a Universal de se apropriarem de recursos e riquezas provenientes de ações sociais, reforçando o preconceito que, há tempos, a Imprensa alimenta contra a Igreja“.

+ Rogério Freitas destaca a importância da obra da Igreja Universal em Palmas

A reportagem, diz a nota, “tenta escandalizar o leitor com o fato de o Bispo Macedo estar recomendando o consumo do mel produzido pelo projeto Nova Canaã. Mas não há absolutamente nada de errado em uma pessoa pública emprestar sua imagem para uma ação humanitária, no Brasil ou qualquer outro lugar do planeta“.

VEJA TAMBÉM
Universal publica nota negando comercialização de “vassouras ungidas”

A Universal explica ainda que tanto o mel produzido pelo projeto Nova Canaã, quanto a ação que utiliza o esporte como ferramenta de inclusão social de jovens carentes e são apenas iniciativas de cunho social.

O Departamento de Comunicação Social da Universal (UNIcom) entrou em contato com os veículos, exigindo que as matérias sejam imediatamente corrigidas.