Da redação


 Rudson Aragão Guimarães, acusado de ser o autor dos disparos que deixou ao menos 04 mortos em Paracatu – Crédito da foto: Reprodução/WhatsApp UOL

A tragédia ocorrida na noite desta terça-feira (21), em Paracatu (MG) quando um homem entrou na Igreja Batista Shalom e disparou vários tiros de arma de fogo contra cerca de 20 pessoas que participavam de uma reunião no templo religioso poderia ter sido mais grave. É o que conta o major da PM, Flávio Santiago.

Segundo o major, o autor do ataque foi até a casa da mãe dele e esfaqueou a ex-namorada com um golpe no pescoço. Ela morreu no local.

Em seguida, ele foi até uma igreja batista da cidade, onde ocorria uma reunião fechada com aproximadamente 20 pessoas. De posse de uma garrucha calibre 36, ele atirou na cabeça de um senhor que estava no local.

Em seguida, ele recarrega e atira na cabeça de uma senhora. A PM chega no local e, ao perceber a presença dos militares, ele dispara mais uma vez e acerta na cabeça outra mulher que estava na igreja. Com isso, as três pessoas morreram no local.

VEJA TAMBÉM
Sri Lanka: Após atentado contra cristãos, igrejas ficarão fechadas

“Se a PM não chegasse, o ataque poderia ter sido muito pior”, relata o major.

Informações preliminares dizem que dois idosos foram mortos com tiros na cabeça. Sendo que um deles é o pai do pastor, Antes de ir até a igreja, o homem, identificado como Rudson Aragão Guimarães, teria ido até a casa da sua ex-namorada e a agrediu com uma facada no pescoço, Ela não resistiu e morreu no Hospital Municipal.

Segundo o CBMMG da cidade de Paracatu-MG,o “2º Pel/2ª Cia/12º BBM (Patos de Minas-MG) foi acionado para atendimento a ocorrência de múltiplas vítimas onde o autor, por motivos que serão apurados, agrediu sua companheira a facadas e logo após se dirigiu até a uma igreja evangélica (Batista) e disparou com arma de fogo contra 3 pessoas sendo contido também a tiros pela PMMG”.

Os bombeiros revelam que primeiramente conduziu a ex-companheira do autor dos tiros ao PS do Hospital Municipal, que morreu em seguida. Logo em seguida outra vítima também foi conduzida ao Hospital, que também não resistiu e veio a óbito.

VEJA TAMBÉM
Comoção marca enterro de casal da AD Belém morto em acidente de trânsito

As outras vítimas foram conduzidas por ambulâncias da prefeitura municipal onde repetiram os quadros de PCR e morreram .

Ainda segundo a corporação, Rubson se encontra entubado no nosocômio.

No total, foram 1 vítima de agressão por arma branca e 4 vítimas de disparo de arma de fogo, além de uma vítima de trauma por fratura em membro inferior.

(Com UOL)