Da redação

Atirador era membro da igreja. Foto: Reprodução

Ao atacar igreja batista de Paracatu que resultou na morte de três pessoas na noite desta terça-feira (21), o ex-militar das Forças Armadas Rudson Aragão Guimarães, 39, invadiu o templo esbravejando palavras desconexas.

O homem arrombou o portão e gritava procurando pelo pastor. “Ao chegar na igreja, ele disse que teria voltado do inferno e que tinha uma missão para cumprir”, relatou à imprensa o Coronel Luís Magalhães.

De acordo com o militar, Rudson estava descontrolado e fez os disparos. Depois de matar as três vítimas, ele foi contido pelos militares com um tiro na clavícula.

(Com O Tempo)