Pastor Nelcivan se envolveu em várias polêmicas na cidade após críticas ao “sistema”. Foto: Reprodução

O cabo da Polícia Militar Nelcivan Costa Feitosa, conhecido como pastor Nelcivan, foi preso na manhã desta quinta-feira (23).

Bastante popular nas redes sociais devido as duras criticas ao Governo Carlesse e a classe política do Tocantins, ele a prisão decretada pela Justiça Militar após ser acusado de insubordinação e por atacar o comandante da Polícia Militar nas redes sociais. Ele está preso na sede do 1º BPM, em Palmas.

Saiba + Mauro Carlesse assina carta aberta contra decreto de armas de Bolsonaro

Saiba + Mauro Carlesse é intimado para responder criminalmente por sonegação fiscal de R$ 4,7 milhões

Segundo a Justiça, em abril deste ano, ele publicou conteúdo no Facebook disparando ataques contra o Governador Mauro Carlesse, chamando de “camelão branco” e outros adjetivos.

Outra acusação que pesa contra o pastor, e que ele pegou um radar móvel utilizado na fiscalização viária de Palmas e colocou no porta-malas do próprio carro.

O advogado Indiano Soares, que representa a Associação dos Praças Militares do Tocantins, afirmou que não há motivos para a prisão do militar, que está na reserva da PM.

VEJA TAMBÉM
Justiça nega pedido de revogação da prisão do pastor Nelcivan; religioso vai realizar exame de sanidade mental

Nas redes sociais, amigos e simpatizantes marcaram manifestação em frente ao Batalhão da Política Militar de Palmas, pedindo a soltura de Nelcivan.