Da redação

Cantor e compositor J. Bulhões morreu aos 65 anos — Foto: Divulgação

O cantor e compositor J. Bulhões morreu aos 65 anos nesta quinta-feira (30) no Hospital Geral de Palmas. O artista estava internado desde a última semana após passar mal enquanto tentava afastar um sofá dentro da própria casa. Ele foi diagnosticado com aneurisma e chegou a passar por um procedimento cirúrgico no último domingo (26), mas não resistiu.

J. Bulhões começou a trabalhar com música na década de 1970. Gravou canções que ele mesmo compôs utilizando o pseudônimo de Joe Bulls. O cantor também trabalhou com Gilberto Gil na excursão do show “O Luar”. Se apresentou em vários países da América Latina, Europa e nos Estados Unidos.

No Tocantins, ele desenvolveu projetos com artistas locais como Tião Pinheiro, Léo Pinheiro, Dorivã e Genésio Tocantins. Também foi diretor de Arte e Cultura da Secretaria Estadual de Educação no último mandato de Siqueira Campos como governador.

O músico tinha um repertório que passava por ritmos como bossa nova, jazz, blues e música country. Ele também atuou no filme “Corações à Mil” ao lado de nomes como Caetano Veloso, Gilberto Gil e Regina Casé.

VEJA TAMBÉM
Filha é presa por encomendar a morte da mãe, uma missionária de Redenção PA

Ainda não foram divulgadas informações a respeito do velório.

(Com G1TO)