Redação JM Notícia

Durante a reunião da Comissão de Seguridade Social e Família desta quarta-feira (5), o deputado federal Eli Borges (SD-TO) listou algumas de suas posições sobre assuntos apresentados pela ministra Damares Alves, sobretudo a automutilação de crianças e adolescentes.

Na visão do parlamentar, é preciso chamar as famílias para o debate. “Está faltando família, essa discussão de família moderna não está funcionando, ela não está dando respostas, ela está piorando o mundo”.

Eli Borges entende que é preciso fazer diversos debates, mas que a prevenção é sempre a melhor opção. Por isso ele pede “uma cruzada contra os segredinhos de senhas na família e contra a deep web”, para que os pais possam acompanhar o que seus filhos estão acessando.

O parlamentar tocantinense também acredita que é preciso lutar contra o ativismo judicial e criar a autoestima das crianças levando-as a assumirem suas identidades. “Vamos fortalecer a autoafirmação de quem eu sou, de que forma eu nasci, de outra forma não vai dar certo”, concluiu.

Para assistir clique aqui!

VEJA TAMBÉM
Ex-feminista chora após sua "mãe" Damares Alves ser anunciada Ministra